Prática 1

Nesta prática 1 vamos começar usar o Arduino IDE, no entorno de programação da placa. O exemplo será acender diodos LED, e faze-los piscar. A diferença com a prática anterior, é que agora controlamos o LED mediante ao código e não mediante a um pulsado.

ESTRUTURA DE UM CÓDIGO DE ARDUINO

Se voltarmos ao código de blink no led 13, da prática 0, (o em Arquivo->Exemplos->Básicos->Blink):

6E agora, apagamos todos os “comentários”, é dizer, toda a parte escrita de cor cinza ( o mais concretamente, a que começa por “//” ou está dentro de um “/*   */”. Tereis tudo mais “limpo”:

18

VOIDS

Para começar, observamos se existem duas peças de códigos:

  • Void setup(): Esta parte do código só se executa 1 vez, é dizer, conectar a placa.
  • Void loop(): Esta parte do código se executa internamente  (até que se desconecte o Arduino).

A chave “{“determinam o princípio y “}” o final de cada Void.

Mas espera! Estão nos enganando, existe uma linha de princípio de tudo que não está em nenhum das peças de antes! É verdade, esta linha está inicializando uma variável: É dizer, alguma coisa vale a pena. Aqui precisamos saber que:

  • Variável: Algo que podes atribuir um valor qualquer.
  • Int: Simplesmente está dizendo que a variável é número inteiro (…,-3,-2,-1,0,1,2,3,4…)

Por exemplo, se uma maçã vale 1 real, poderia criar a variável “maçã” e dizer que é igual a 1 real:

Ou por exemplo, se faz 20° fora, poderia criar a variável “temperatura” e dizer:

Podemos chamar a variável como queremos (exceto alguns símbolos estranhos). No código então, o que estamos fazendo é dizer que o número de pin está conectado o diodo LED. Seguimos lendo o código e vemos o que aparece.

Em void setup (só se exercita 1 vez):

  • pinMode(led, OUTPUT)-> nós colocamos o pin que está conectado ao led em modo saída (Dar Voltagem)

Em void loop (se executar continuamente):

  • digitalWrite(led, HIGH) -> enviamos corrente por o pin o que está conectado ao LED (5 volts)
  • delay(1000) -> dizemos ao Arduino que espere, que não faça nada, durante 1000 milisegundos, é dizer, 1 segundo.
  • digitalWrite(led, LOW) -> irá parar de enviar corrente através do pin de LED, por isso vai desligar.
  • delay(1000) -> volta a esperar 1 segundo.

Na seguinte imagem podemos observar de forma resumida:

24

IMPORTANTE: Ao final de cada linha se coloca um símbolo ponto e vírgula ->;

Se não colocar o código não funcionará

IMPORTANTE++: Uma vez que tenhas todo o código pronto, para carrega-lo na placa Arduino tem que pressionar o botão

compilar y cargar

Componentes necessários para está prática

 

Os exercícios a ser realizado nesta prática são:

  1. O exercício a consiste em fazer piscar um LED (de qualquer cor), com uma frequência determinada, partindo do exemplo “Blink”.
  2. O exercício b consiste em fazer piscar dois LEDs (de duas cores que você escolher), de forma sucessiva, novamente com a frequência determinada.

 

Código exercício a

Código exercício b

Archivos .ino

Comentários finais e desafio semanal

Como você percebeu, no exercício (“b”) usamos uma variável que contém o tempo que queremos para durar o pisca do led, e o outro (exercício “a”) simplesmente colocamos esse tempo no delay (aqui) em número. Qualquer uma das formas é correta, mas usar variáveis é muito mais cômodo em códigos mais complexo. Parabéns! Agora você sabe piscar LEDs com Arduino!

Agora, eu desafio você a fazer piscar 5 leds um após o outro, com a velocidade que quiser (e torná-lo atraente).

Você pode enviar o código (e se você quiser, fotos ou vídeos) para o seguinte endereço:

practicas@thinkbit.org

Links relacionados

 

Share Button

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

Puedes usar las siguientes etiquetas y atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">